AVG Antivírus 7.0


- Página oficial (em inglês): http://www.grisoft.com/us/us_index.php.



Nos últimos tempos, no meio de toda essa competição entre antivírus famosos como o No< on e o VirusScan, um antivírus desconhecido se destacou por ser simples, leve e principalmente grátis! Se o leitor ainda não o reconheceu, estamos falando do AVG Anti-Virus, da Grisoft.

O AVG grátis, apesar de não ser a última maravilha em termos de proteção contra vírus, cumpria o seu papel com relativa eficiência. Não tinha todos os recursos que os antivírus famosos, mas tinha o básico e um bom banco de dados de vírus razoavelmente atualizado.

Recentemente a Grisoft lançou a nova versão do AVG, a 7.0, com muito mais recursos e atualizações constantes. Agora ela quer concorrer de igual para igual com os outros, mas infelizmente não existe a versão grátis do 7.0, apenas a versão trial (teste). No caso, a versão grátis continua sendo a velha 6.0.



Vamos ver o que esse antivírus possui de bom e algumas configurações importantes (pois um antivírus bem configurado é uma das coisas importantes para evitar dores de cabeça). Estarei usando a versão trial, que fica funcional por 44 dias no computador. Após esse período devemos adquirir a licença ou desinstalar o programa.

Durante a instalação, a parte mais importante é esta:



Devemos instalar todas as opções disponíveis, como visto na imagem... o Resident Shield, a proteção de e-mails e do Office 2000/XP.

Terminada a instalação, na primeira execução do programa será exibido um wizard que irá guiar o usuário para atualizar o AVG, criar o Rescue Disk e procurar por vírus no computador. Todas essas opções são importantes e devem ser realizadas, principalmente a atualização do AVG. O usuário deve ter um pouco de paciência para ficar mais seguro. O Rescue Disk irá nos salvar no caso de um vírus impedir que possamos entrar no Windows.



Uma das diferenças que notamos logo de cara é a interface do AVG, um pouco modificada. Ela possui mais opções do que a da versão 6.0.



Essa é a interface básica. Quando clicamos em Switch to Advanced não apenas mudamos a interface para o modo avançado, mas também ativamos a exibição de mais opções de configuração em Program settings (Service > Program settings ou apenas pressione a tecla F8).



A interface avançada acima e abaixo as opções novas em Program settings.



Voltando à interface, ela é dividida em duas partes. O AVG Test Center (que é essa que vimos, aonde podemos mudar para a avançada) e o AVG Control Center, aonde podemos mexer nos módulos do programa (E-mail Scanner, Resident Shield, etc...).



Por padrão, toda a vez que o AVG detectar uma conexão ativa com a Internet ele tentará se atualizar. Isso é muito importante pois mantém o antivírus o mais preparado possível para proteger o computador de um vírus novo.



Visto tudo isso, vamos às configurações importantes do AVG. Em Program settings não existem opções a nível de configuração dos módulos do programa. São opções referentes a customização dos botões que devem ser exibidos, quanto tempo que ele irá manter os relatórios das verificações de vírus (e quantos relatórios ele irá manter), o tamanho do Vírus Vault (local aonde o AVG armazena os arquivos infectados que ele não consegue limpar para uma posterior tentativa após uma atualização), definir teclas de atalho para determinadas funções do AVG, etc..., enfim, configurações gerais do programa.

Um duplo clique no ícone do AVG na bandeja do sistema do Windows abre o AVG Control Center. É nele que temos as configurações principais de cada módulo.



Quando clicamos em um dos módulos, o que temos disponível para ele aparece na parte de baixo. No caso de License, temos Copy, Activate e Properties. Copy copia o numero de série dessa versão de avaliação, Activate ativa o programa instalado inserindo um numero de série enviado pela Grisoft após a compra do AVG e Properties nos mostra as propriedades do módulo que, nesse caso, são as gerais de um módulo (exibi-lo no Control Center, exibir apenas quando estiver com problemas ou ignorar problemas).

Vamos aos módulos importantes:

 1. AVG Resident Shield:



Scan floppy drives: Os setores de boot dos disquetes são verificados automaticamente.

Scan program files: Verifica os arquivos executáveis.

Scan documents: Verifica os documentos do tipo OLE2 (como os .doc, .xls e etc..., do MS Office).

Scan E-mail files: Verifica e-mails.

Use Heuristic Analysis: Usa as analises heurísticas para verificação de vírus (permitindo ter a chance de detectar mesmo vírus não conhecidos, mas que possuam comportamentos conhecidos).

Essas opções são extremamente indicadas para manter sempre selecionadas. As próximas são opcionais.

On-close scanning: Verifica automaticamente arquivos baixados da Internet ou de outro computador de uma rede local. Ajuda a detectar vírus, porém consumindo recursos do sistema. Fica a cargo do usuário, mas realmente não é tão necessário (basta verificar manualmente).

Scan all files: Verifica todos os arquivos do computador, independente da extensão deles. Geralmente é demorado e pesado.

Turn off scanning on files without extension: Marcando essa opção, arquivos sem extensão não serão verificados pelo AVG. Essa opção é ignorada se escolhermos para verificar todos os arquivos.


 2. E-mail Scanner:



Podemos usar plugins no E-mail Scanner. O plugin padrão do AVG é o Personal E-mail Scanner.

Ignore plugin status: Marcando essa opção, não será mais mostrado o status do plugin.

Use the shared test configuration / Use the personal test configuration: Escolhendo a primeira opção, o plugin utilizará as mesmas configurações do E-mail Scanner. Marcando a segunda, o plugin utilizará uma configuração separada da configuração do E-mail Scanner.

Clicando em Disable plugin, desativamos o plugin, no caso do padrão do AVG, desativamos a verificação de e-mails.

Clicando em Configure será exibida a seguinte janela:



Essas são as configurações disponíveis do plugin padrão do AVG. Podemos dar um nome e descrição à configuração.

Escolhemos se queremos verificar os e-mails recebidos e/ou os enviados (Check incoming/outgoing mail). Podemos pedir para o AVG colocar uma mensagem certificando que o e-mail está livre de vírus (Certify mail). Escolhendo a verificação e certificação, podemos escolher em qual tipo de e-mail queremos, com ou sem arquivos anexados, bastando clicar em With attachments only se quisermos apenas e-mails com arquivos anexados.

Use Heuristic Analysis e Scan inside archives são indiscutivelmente necessários. As opções do campo Attachment filter se referem a criação de filtros para eliminação imediata de arquivos anexados.

Use heuristic e-mail messages filter: Verifica o conteúdo dos arquivos anexados e não apenas a extensão.

Remove attachments: Apaga arquivos anexados de um determinado tipo mesmo que não contenham vírus. Marcando a opção, poderemos escolher apagar todos os arquivos executáveis e/ou documentos.

Remove files with these extensions: Neste campo colocamos as extensões de arquivos anexados que queremos que sejam apagados imediatamente.

Saindo de Configure e clicando em Properties teremos a seguinte janela:



Bem simples aqui: na guia Properties podemos mudar o diretório padrão aonde os e-mails são armazenados para verificação de vírus, nossa conexão padrão e ver as estatísticas das verificações de vírus do AVG. Na guia Logging escolhemos quando deve ser feito um novo log (relatório) das ações tomadas pelo AVG, quantidade de informação colhida e aonde guardar esses logs. Na guia Servers, colocamos a lista de servidores proxy de e-mail, se for necessário.


 3. Internal virus database:

Esse módulo mostra apenas a versão atual do banco de dados de vírus e se ela está atualizada ou defasada e o botão para atualizar (Update).


 4. Scheduler:



Aqui podemos agendar e configurar tarefas para o AVG realizar automaticamente. Note que já existem duas tarefas padrão que não podem ser removidas.


 5. Shell Extension:



Desativando esse módulo desativaremos a opção de verificar um arquivo com o AVG no menu de contexto (botão direito do mouse em um arquivo) dentro do Windows Explorer. As configurações padrão (Settings) são ótimas e não há a necessidade de alterá-las a não ser que queiramos desabilitar algumas das opções de verificação de vírus realizada pela opção do menu de contexto.


 6. Update Manager:

Esse módulo, apesar de possuir a mesma opção de atualizar o AVG como em Internal virus database, nos permite configurar como as atualizações serão realizadas. Devemos clicar em Settings caso haja a necessidade de se configurar o uso de um servidor proxy ou se quisermos que o AVG conecte-se à Internet usando uma conexão dial-up (automaticamente ou pedindo para conectar).

Se não alterarmos a configuração padrão, ele ficará sempre a espera de uma conexão ativa com a Internet estar presente para procurar por atualizações.

Clicando em Properties definiremos se queremos que as atualizações baixadas sejam aplicadas apenas no próximo boot do computador ou se elas serão aplicadas imediatamente após serem baixadas (e aí escolhemos o que deve ser feito caso haja a necessidade do computador ser reiniciado).



Podemos escolher também se devem ser mostradas as informações sobre o processo de atualização do AVG bem como requerer confirmação para o fechamento de alguns programas antes de aplicar as atualizações (marcando, poderemos fechar os programas manualmente, caso contrário, eles serão fechados automaticamente).


 7. Virus Vault:



Sobre o Vírus Vault, já explicamos anteriormente o que é. Clicando em Open podemos ver os arquivos infectados guardados no Virus Vault, além de gerenciá-los.

Infelizmente não existe uma versão grátis do AVG 7.0, o que com certeza dificulta a sua popularização frente aos antivírus mais conhecidos e consolidados do mercado - mas a versão de avaliação (trial) nos dá um bom tempo para experimentarmos o AVG com todos os seus recursos da versão paga e poder fazer um julgamento mais justo.